xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple

dc.contributor.authorLinhares, Alexandre da Costa-
dc.contributor.authorFreitas, Ronaldo Barros de-
dc.contributor.authorGabbay, Yvone Benchimol-
dc.contributor.authorMascarenhas, Joana D'Arc Pereira-
dc.date.accessioned2017-10-13T13:24:12Z-
dc.date.available2017-10-13T13:24:12Z-
dc.date.issued1986-
dc.identifier.citationLINHARES, Alexandre da Costa et al. Reinfecções por rotavírus em crianças de Belém, Pará, Brasil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, v. 28, n. 3, p. 194-202, maio/jun. 1988.pt_BR
dc.identifier.issn1678-9946-
dc.identifier.urihttp://patua.iec.gov.br//handle/iec/2798-
dc.description.abstractReinfecções por rotavírus foram detectadas em 7 (9,2%) de 76 crianças habitantes da periferia de Belém, Pará, Brasil, no decurso de seus primeiros 20 meses de vida. A presença de rotavírus classificados no subgrupo II ("long pattern") foi assinalada, tanta na primeira como segunda infecções, em cinco desses indivíduos. Em duas situações, a primeira infecção foi causada por rotavírus subgrupo II e, a reinfecção, por rotavírus de subgrupo não claramente caracterizado. Seis diferentes padrões foram observados, não ocorrendo casos em que, numa única criança, se tenham assinalado perfis homólogos. O maior intervalo de tempo registrado entre duas infecções no mesmo indivíduo foi de 19 meses, enquanto que o menor, de 6. Formas sintomáticas em ambos os processos infecciosos se apresentaram em cinco crianças; em duas, os primeiros episódios revelaram-se assintomáticos, sucedendo-se quadros diarréicos. Em seis dos sete indivíduos, observaram-se soroconversões para rotavírus durante a segunda infecção; durante a primeira, entretanto, a elevação significativa nos níveis de anticorpos grupo-específicos se registrou em apenas um caso (Paciente F).pt_BR
dc.description.abstractReinfections caused by rotavirus were detected in 7(9.2%) out of 76 children from Belém, Pará, Brazil, followed up since birth to twenty months of age. Rotavirus subgrupo II ("long pattern") in both infections was noted in five children. In two, the first infection was associated with subgroup II and the second ones with a strain whose electropherotype was not determined. Six different electropherotypes were observed in these cases and no homologous profiles were associated with reinfections in the same child. The lenght of time between the two infections ranged from six to 19 months. Diarrhoea in both infections was. observed in five children; in two of them, however, first episodes were asymptomatic. Seroconversions to rotavirus were noted in six of the seven children, during reinfection. In the first infections, however, seroconversion was observed in only one case (Paciente F).pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade de São Paulo. Instituto de Medicina Tropical de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleReinfecções por rotavírus em crianças de Belém, Pará, Brasilpt_BR
dc.title.alternativeReinfections by rotavirus in children living in Belém, Pará, Brazilpt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.subject.decsPrimaryInfecções por Rotavirus / epidemiologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryRotaviruspt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Saúde. Fundação Serviços de Saúde Pública. Instituto Evandro Chagas. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Saúde. Fundação Serviços de Saúde Pública. Instituto Evandro Chagas. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Saúde. Fundação Serviços de Saúde Pública. Instituto Evandro Chagas. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationUniversidade Federal do Pará. Curso de Licenciatura em Biologia. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.identifier.doi10.1590/S0036-46651986000300011-


xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-files-head

Thumbnail

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.head_parent_collections

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple