xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple

dc.contributor.advisorVallinoto, Antonio Carlos Rosáriopt_BR
dc.contributor.authorBrito, William Botelho dept_BR
dc.date.accessioned2018-07-06T12:43:34Z-
dc.date.available2018-07-06T12:43:34Z-
dc.date.issued2017-
dc.identifier.citationBRITO, William Botelho. Estudo da associação dos polimorfismos nos genes interleucina - 8 (IL8), Interferon - γ (IFNG) e fator de crescimento transformante - B (TGFB) em pacientes com infecção crônica pelos vírus das hepatites B e C. 88 f. Dissertação (Mestrado em Virologia) - Instituto Evandro Chagas, Programa de Pós-Graduação em Virologia, Ananindeua, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttp://patua.iec.gov.br//handle/iec/3189-
dc.description.abstractResumo: Atualmente as hepatites virais são consideradas a maior pandemia mundial, tendo os vírus da Hepatite B e C, como os principais responsáveis pelo desenvolvimento de doenças hepáticas crônicas no mundo, constituindo significativo problema de saúde pública. As hepatites desencadeiam diferentes respostas imunológicas de caráter adaptativo e inato, contribuindo para o aumento ou queda na produção de citocinas que atuarão de forma a mediar os processos imunes e inflamatórios. A Interleucina-8 (IL-8), o Interferon-γ (IFN- γ) e o Fator de Crescimento Transformante-β (TGF-β), são citocinas que regulam o processo inflamatório, podendo estar envolvidas com a progressão das hepatopatias. O objetivo do estudo foi determinar as frequências dos polimorfismos nos genes IL8, IFNG e TGFβ, em pacientes portadores crônicos das hepatites B e C, buscando identificar possíveis associações com as infecções. O estudo foi do tipo transversal e analítico, sendo a população de estudo composta por pacientes portadores de hepatite B crônica(74), hepatite C crônica (101) e grupo controle (300). Foi utilizado o método de extração de DNA total a partir de células do sangue total periférico das amostras, posteriormente, os polimorfismos rs4073 (T>A) no gene IL8, rs2430561 (T>A) no gene IFNG e rs1800469 (C>T) no gene TGFβ, foram genotipados por meio da reação em cadeia mediada pela polimerase em tempo real (qPCR). As amostras de sangue de todos os participantes foram coletadas em tubos a vácuo com EDTA, e as amostras de plasma separadas por centrifugação, as quais foram submetidas a exames bioquímicos e sorológicos. As análises estatísticas foram realizadas no programa BioEstat 5.0 e os gráficos construídos no programa GraphPad Prisma 5.0, adotando como nível de significância p<0,05. Diferença estatística entre as frequências alélicas e genotípicas foi observada somente no polimorfismo -509 C>T no gene TGFβ, bem como, ausência de correlação entre os polimorfismos de IL-8, IFN-γ e TGF-β, com atividade inflamatória e estadiamento de fibrose. Foi observado, também, associação significativa entre os níveis de GGT e polimorfismo de IL-8 no grupo HBV, assim como, associação entre os níveis de AST e HBV-DNA com o polimorfismo de TGF-β. Associação significante foi encontrada entre os níveis de GGT e o polimorfismo de IL-8 em pacientes com HBV sem cirrose, e associação entre os níveis de AST e carga viral com o polimorfismo de TGF-β, em pacientes HCV cirróticos e HBV não cirróticos, respectivamente. Dessa maneira, conclui-se que: o polimorfismo de TGFβ influencia o status de manutenção das hepatites e não há influência dos polimorfismos no quadro inflamatório e na progressão da fibrose. Conclui-se também que, os polimorfismos de IL-8 e TGF-β influenciam os níveis das enzimas hepáticas em pacientes com HBV, assim com o polimorfismo de TGFβ influencia os níveis de HBV-DNA; o polimorfismo de IL-8 influencia os níveis de GGT em pacientes com HBV na ausência de cirrose hepática; e o polimorfismo de TGFβ influência os níveis de AST e carga viral, em pacientes com HCV não cirróticos e pacientes HBV não cirróticos, respectivamente.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherMS/SVS/Instituto Evandro Chagaspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleEstudo da associação dos polimorfismos nos genes interleucina - 8 (IL8), Interferon - γ (IFNG) e fator de crescimento transformante - B (TGFB) em pacientes com infecção crônica pelos vírus das hepatites B e C.pt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subject.decsPrimaryHepatite B / patologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryVírus de Hepatite / isolamento & purificaçãopt_BR
dc.subject.decsPrimaryHepatite C / patologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryPolimorfismo Genético / genéticapt_BR
dc.subject.decsPrimaryHepatopatiaspt_BR
dc.subject.decsPrimaryCirrose Hepáticapt_BR
dc.subject.decsPrimaryFator de Crescimento Transformador betapt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Instituto Evandro Chagas. Ananindeua, PA, Brasil.pt_BR
dc.degree.grantorInstituto Evandro Chagaspt_BR
dc.degree.levelMestrado Acadêmicopt_BR
dc.contributor.memberCruz, Ana Cecília Ribeiropt_BR
dc.contributor.memberAzevedo, Vânia Nakauthpt_BR
dc.contributor.memberAmoras, Ednelza da Silva Graçapt_BR
dc.contributor.memberFeitosa, Rosimar Neris Martinspt_BR
dc.degree.departmentNúcleo de Ensino e Pós-Graduaçãopt_BR
dc.degree.programPrograma de Pós-Graduação em Virologiapt_BR
dc.degree.localAnanindeua / PApt_BR


xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-files-head

Thumbnail

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.head_parent_collections

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple