xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple

dc.contributor.authorCosta, O. R-
dc.contributor.authorSilva, E. S-
dc.contributor.authorBrito, N-
dc.contributor.authorForte, O-
dc.contributor.authorLins, L-
dc.date.accessioned2018-09-28T16:15:10Z-
dc.date.available2018-09-28T16:15:10Z-
dc.date.issued2002-
dc.identifier.citationCOSTA , O. R. et al. Eosinofilia sangüínea aspectos observados no parasitismo intestinal (Publicado originalmente em 1960). In: INSTITUTO EVANDRO CHAGAS (Belém). Memórias do Instituto Evandro Chagas, v. 7. Belém: Instituto Evandro Chagas, 2002. p. 263-272. (Produção científica, v. 7).pt_BR
dc.identifier.issn85-86784-08-7-
dc.identifier.urihttp://patua.iec.gov.br//handle/iec/3444-
dc.description.abstractOs autores, após tecerem considerações sôbre as variações encontradas por vários pesquisadores nas taxas eosinofílicas apresentadas por pacientes portadores de parasitos intestinais e sôbre as possíveis causas dessa eosinofilia, passam a expor a observação que fizeram em 111 casos de associação parasitária. Consideraram três tipos de associação: áscaris-ancilostomídeo; áscaris-ancilostomídeotricocéfalo e áscaris-ancilostomídeo-tricocéfalo-Strongilóides stercoralis, verificando que as maiores cifras de eosinofilia foram encontradas na associação áscaris-ancilostomídeo-tricocéfalo. Foi observado ainda, que nos pacientes anêmicos concomitantemente com o tratamento e a melhora da anemia, ocorreu elevação das cifras eosinofílicas, o que leva a crer que a verificação das contagens de eosinófilos possa apresentar algum valor no controle terapêutico de tais pacientes.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherMS/SVS/Instituto Evandro Chagaspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleEosinofilia sangüínea aspectos observados no parasitismo intestinal (Publicado originalmente em 1960)pt_BR
dc.typeCapítulo de Livropt_BR
dc.subject.decsPrimaryAscaris / parasitologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryIntestinos / parasitologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryAncilostomíase / parasitologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryTeníase / parasitologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryTricuríase / parasitologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryEstrongiloidíase / parasitologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryEosinofilia / parasitologiapt_BR
dc.subject.decsPrimaryEosinofilia / sanguept_BR
dc.subject.decsPrimaryEosinofilia / diagnósticopt_BR
dc.subject.decsPrimaryDoenças Parasitárias / diagnósticopt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Educação e Saúde. Serviço Especial de Saúde Pública. Instituto Evandro. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Educação e Saúde. Serviço Especial de Saúde Pública. Instituto Evandro. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Educação e Saúde. Serviço Especial de Saúde Pública. Instituto Evandro. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Educação e Saúde. Serviço Especial de Saúde Pública. Instituto Evandro. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Educação e Saúde. Serviço Especial de Saúde Pública. Instituto Evandro. Belém, PA, Brasil.pt_BR


xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-files-head

Thumbnail

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.head_parent_collections

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple