xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple

dc.contributor.authorGuimarães, Luis-
dc.contributor.authorVeiga, Nelson-
dc.contributor.authorGuimarães, Ricardo José de Paula Souza e-
dc.contributor.authorSantos, Karla de Souza-
dc.contributor.authorCatete, Clistenes Pamplona-
dc.date.accessioned2020-11-04T11:18:58Z-
dc.date.available2020-11-04T11:18:58Z-
dc.date.issued2020-
dc.identifier.citationGUIMARÃES, Luis et al. Epidemiologia espacial da leishmaniose: um estudo do perfil socioepidemiológico em Barcarena-PA. Revista Saúde e Meio Ambiente, v. 11,n. 2, p. 19-35, ago./dez. 2020.pt_BR
dc.identifier.issn2447-8822-
dc.identifier.urihttp://patua.iec.gov.br//handle/iec/4198pt_BR
dc.description.abstractA leishmaniose faz parte do grupo de doenças tropicais negligenciadas, sendo esta, associada às precárias condições de vida e de iniquidades em saúde. Assim, buscou-se descrever o perfil socioepidemiológico da leishmaniose no município de Barcarena/PA, no período de 2007 a 2013. Os dados epidemiológicos da leishmaniose visceral e tegumentar americana foram obtidos por meio da Secretaria Municipal de Saúde do município de Barcarena, sendo depurados e georreferenciados em campo. Na etapa laboratorial, os dados epidemiológicos foram agregados por setores censitários com variáveis socioeconômicas e testados com um método de análise multivariada de regressão múltipla. O perfil epidemiológico observado foi de predominância rural, no sexo masculino, apresentando dois padrões na faixa etária, o primeiro de 20 anos ou mais com 27,2% dos casos e um segundo de 0-4 anos com 32%. Os testes de regressão múltipla apontaram relação da pobreza, saneamento e infraestrutura pública com a doença, apresentando correlação significativa média para a ocorrência de casos de leishmaniose. O estudo evidenciou a importância do uso de geotecnologias e estatística na gestão e análise de informações de diversas origens e áreas do conhecimento, possibilitando a identificações de tendências para o planejamento, avaliação e interferências localizadas nas áreas mais afetadaspt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Mato Grosso do Sul - Câmpus de Três Lagoaspt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.titleEpidemiologia espacial da leishmaniose: um estudo do perfil socioepidemiológico em Barcarena-PApt_BR
dc.title.alternativeSpacial Epidemiology of leishmaniosis: a study of the socioepidemiological profile in Barcarena-PApt_BR
dc.title.alternativeEpidemiología especial de la leishmaniosis: un estudio del perfil socioepidemiológico en Barcarena-PApt_BR
dc.typeArtigopt_BR
dc.subject.decsPrimaryLeishmaniosept_BR
dc.subject.decsPrimaryDoenças Negligenciadaspt_BR
dc.subject.decsPrimarySistemas de Informação Geográficapt_BR
dc.subject.decsPrimaryAnálise Espacialpt_BR
dc.subject.decsPrimaryMonitoramento Epidemiológicopt_BR
dc.subject.decsPrimarySaúde Públicapt_BR
dc.subject.decsPrimaryBarcarena (PA)pt_BR
dc.creator.affilliationInstituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Belém, PA. Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationUniversidade do Estado do Pará. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Instituto Evandro Chagas. Laboratório de Geoprocessamento. Ananindeua, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationUniversidade Federal do Pará. Belém, PA, Brasil.pt_BR
dc.creator.affilliationMinistério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Instituto Evandro Chagas. Laboratório de Geoprocessamento. Ananindeua, PA, Brasil.pt_BR


xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-files-head

Thumbnail

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.head_parent_collections

xmlui.ArtifactBrowser.ItemViewer.show_simple